Glossário do E-commerce: palavras mais usadas e seus significados

Publicado em 26/01/2024 por Thaís Cristina - CEO   |   E-commerce   |   144
       

O e-commerce é um setor que cresce a cada ano no Brasil e no mundo, movimentando bilhões de reais e gerando oportunidades de negócios para milhares de empreendedores. Mas para se destacar nesse mercado competitivo, é preciso conhecer bem a linguagem e os conceitos que envolvem o comércio eletrônico.

Neste artigo, vamos apresentar um glossário do e-commerce, com as palavras mais usadas e seus significados, para que você possa se familiarizar com os termos técnicos e entender melhor as estratégias e ferramentas que podem ajudar o seu negócio online a crescer.

A
- AdWords: É uma plataforma de publicidade online do Google, que permite criar anúncios que são exibidos nos resultados de busca e em sites parceiros da rede de display. Os anúncios são segmentados por palavras-chave, localização, idioma, dispositivo, horário e outros critérios. O anunciante paga somente quando alguém clica no seu anúncio, seguindo o modelo de custo por clique (CPC).
- AdView: É a visualização de um anúncio online, que indica quantas vezes ele foi exibido para os usuários. Essa métrica é importante para avaliar o alcance e a eficiência de uma campanha de marketing digital.
- Aplicativo ou App: É um programa desenvolvido para rodar em dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Muitas lojas virtuais criam seus próprios aplicativos para facilitar a navegação e a compra dos clientes, além de oferecer recursos exclusivos e vantagens competitivas.
- Audiência: É o público-alvo com quem o e-commerce deseja se comunicar e vender. É fundamental conhecer a audiência para adaptar o site, os produtos, os preços, as ofertas, o conteúdo e as campanhas de marketing às suas preferências, necessidades e comportamentos.

B
- B2B (Business-to-Business): É o modelo de negócio em que uma empresa vende para outra empresa, e não para o consumidor final. Por exemplo, uma loja virtual que vende equipamentos industriais para outras indústrias.
- B2C (Business-to-Consumer): É o modelo de negócio em que uma empresa vende para o consumidor final, e não para outras empresas. Por exemplo, uma loja virtual que vende roupas para pessoas físicas.
- Banner: É um tipo de anúncio online, que consiste em uma imagem ou um vídeo que é exibido em um site ou em uma rede social. O banner pode ter diferentes formatos e tamanhos, e geralmente tem um link para o site do anunciante ou para uma página específica. O objetivo do banner é atrair a atenção e o interesse dos usuários, e gerar tráfego ou conversões para o e-commerce.
- Black Friday: É uma data promocional que acontece na última sexta-feira de novembro, em que as lojas virtuais e físicas oferecem grandes descontos em seus produtos e serviços. A Black Friday surgiu nos Estados Unidos, mas se popularizou no Brasil e em outros países, se tornando uma das principais datas para o e-commerce.

C
- Carrinho de compras: É o recurso que permite ao usuário adicionar os produtos que deseja comprar em um site de e-commerce, e finalizar a compra quando estiver pronto. O carrinho de compras mostra os itens selecionados, os preços, os impostos, o frete e o valor total da compra. O carrinho de compras também pode oferecer opções de pagamento, entrega, cupons de desconto e outras funcionalidades.
- Checkout: É o processo de finalização da compra em um site de e-commerce, em que o usuário informa seus dados pessoais, de entrega e de pagamento, e confirma o pedido. O checkout deve ser simples, rápido e seguro, para evitar a desistência do cliente e aumentar a taxa de conversão.
- Cliente: É a pessoa que compra um produto ou serviço de um e-commerce, seja uma vez ou de forma recorrente. O cliente é o principal ativo de um negócio online, e deve ser satisfeito e fidelizado com uma boa experiência de compra, um bom atendimento e um bom pós-venda.
- Conversão: É a ação desejada que um e-commerce quer que o usuário realize, como comprar um produto, se cadastrar em uma newsletter, baixar um e-book, solicitar um orçamento, etc. A conversão é uma das principais métricas de sucesso de um site de e-commerce, e pode ser calculada pela divisão do número de conversões pelo número de visitantes.

D
- Dropshipping:
É uma modalidade de e-commerce em que o lojista não possui estoque próprio, e repassa os pedidos dos clientes para um fornecedor, que é responsável pela entrega dos produtos. O lojista ganha uma comissão pela venda, e não precisa se preocupar com a logística e o armazenamento dos produtos.
- Dashboard: É um painel de controle que reúne as principais informações e indicadores de um e-commerce, como número de visitas, taxa de conversão, ticket médio, faturamento, etc. O dashboard permite acompanhar o desempenho do negócio online de forma visual e intuitiva, e facilita a tomada de decisões.

E
- E-commerce:
É a abreviação de electronic commerce, que significa comércio eletrônico em português. É o termo usado para designar a atividade de comprar e vender produtos ou serviços pela internet, usando plataformas digitais como sites, aplicativos, redes sociais, marketplaces, etc.
- E-mail marketing: É uma estratégia de marketing digital que consiste em enviar mensagens por e-mail para uma lista de contatos, com o objetivo de informar, educar, relacionar ou vender. O e-mail marketing pode ser usado para divulgar novidades, promoções, conteúdos, pesquisas, etc., e deve ser segmentado e personalizado de acordo com o perfil e o interesse dos destinatários.
- ERP (Enterprise Resource Planning): É um sistema de gestão empresarial que integra e automatiza os processos e as informações de diferentes áreas de uma empresa, como finanças, estoque, vendas, compras, produção, etc. O ERP facilita o controle e a organização do negócio, e pode ser integrado com outras ferramentas, como plataformas de e-commerce, meios de pagamento, sistemas de logística, etc.
- Estoque: É o conjunto de produtos que um e-commerce possui para venda, e que devem ser armazenados, controlados e gerenciados de forma eficiente. O estoque pode ser próprio ou terceirizado, e deve estar alinhado com a demanda e a disponibilidade dos produtos no site.

F
- Frete:
É o valor cobrado pelo transporte e pela entrega dos produtos comprados em um e-commerce. O frete pode variar de acordo com o peso, o volume, a distância, o prazo e a modalidade de envio dos produtos. O frete pode ser pago pelo cliente ou pelo lojista, e pode ser calculado de forma fixa ou dinâmica, usando serviços como os Correios ou transportadoras privadas.
- Fidelização: É o conjunto de ações que visam manter o cliente satisfeito e fiel a um e-commerce, fazendo com que ele volte a comprar e se torne um defensor da marca. A fidelização pode ser feita por meio de um bom atendimento, uma boa experiência de compra, um bom pós-venda, programas de recompensa, ofertas exclusivas, etc.
- Funil de vendas: É um modelo que representa as etapas que um cliente percorre desde o primeiro contato com um e-commerce até a conclusão da compra. O funil de vendas é composto por três fases: topo, meio e fundo. No topo, o cliente reconhece um problema ou uma necessidade, e busca informações sobre possíveis soluções. No meio, o cliente avalia as alternativas disponíveis no mercado, e compara os benefícios e os diferenciais de cada uma. No fundo, o cliente decide pela melhor opção, e realiza a compra. O funil de vendas ajuda a entender o comportamento e as expectativas do cliente em cada fase, e a planejar as melhores estratégias de marketing e vendas para cada uma delas.

G
- Google Analytics:
É uma ferramenta gratuita do Google que permite monitorar e analisar o tráfego e o comportamento dos usuários em um site ou em um aplicativo.

H
- HTML (HyperText Markup Language): É a linguagem de marcação usada para estruturar e formatar o conteúdo de um site ou de um e-mail. O HTML define os elementos que compõem uma página web, como títulos, parágrafos, imagens, links, tabelas, etc. O HTML é interpretado pelos navegadores, que exibem o conteúdo de acordo com as tags e os atributos definidos no código.
- HTTPS (HyperText Transfer Protocol Secure): É a versão segura do protocolo HTTP, que é usado para transferir dados entre o servidor e o cliente na internet. O HTTPS adiciona uma camada de criptografia aos dados, garantindo a sua integridade, confidencialidade e autenticidade. O HTTPS é essencial para sites de e-commerce, pois protege as informações sensíveis dos usuários, como dados pessoais, de entrega e de pagamento.
- Hotsite: É um site temporário, criado para divulgar uma ação específica de um e-commerce, como um lançamento, uma promoção, um evento, etc. O hotsite costuma ter um design diferenciado, um domínio próprio e uma chamada para ação clara e objetiva. O hotsite pode ser integrado ao site principal do e-commerce, ou direcionar o usuário para ele.

I
- Impressão:
É o número de vezes que um anúncio online é exibido para os usuários, independentemente de eles clicarem ou não nele. A impressão é uma métrica usada para medir o alcance e a exposição de uma campanha de marketing digital.
I- nbound Marketing: É uma estratégia de marketing digital que visa atrair, converter e fidelizar clientes por meio de conteúdos relevantes e personalizados, que são oferecidos em diferentes canais e etapas da jornada de compra. O inbound marketing se baseia na permissão e no interesse do cliente, e não na interrupção e na imposição da mensagem. O inbound marketing também é conhecido como marketing de atração ou marketing de conteúdo.
- Inteligência Artificial: É a capacidade de máquinas e sistemas realizarem tarefas que normalmente exigiriam inteligência humana, como reconhecimento de voz, de imagem, de texto, de padrões, de emoções, etc. A inteligência artificial pode ser aplicada ao e-commerce para melhorar a experiência do cliente, otimizar os processos, personalizar as ofertas, prever as demandas, etc.

J
- Jornada de compra:
É o caminho que o cliente percorre desde o momento em que ele identifica um problema ou uma necessidade, até o momento em que ele realiza a compra de um produto ou serviço que o soluciona. A jornada de compra é composta por quatro etapas: aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra. A jornada de compra ajuda a entender as dúvidas, as dores e as motivações do cliente em cada etapa, e a oferecer os conteúdos e as ofertas mais adequados para ele.
- JavaScript: É uma linguagem de programação usada para criar efeitos dinâmicos e interativos em sites e aplicativos. O JavaScript permite manipular os elementos do HTML e do CSS, e adicionar funcionalidades como animações, validações, cálculos, etc. O JavaScript é executado no navegador do cliente, e não no servidor do site.
- Juros: É o valor cobrado pelo empréstimo de dinheiro, que é calculado com base em uma taxa percentual e em um período de tempo. Os juros podem ser aplicados ao e-commerce quando o cliente opta por parcelar a compra em várias vezes, ou quando o lojista antecipa o recebimento das vendas feitas no cartão de crédito. Os juros podem influenciar o comportamento e a satisfação do cliente, e o fluxo de caixa do e-commerce.

K
- Keyword:
É a palavra-chave que representa o tema ou o assunto de um conteúdo, de uma pesquisa ou de um anúncio online. A keyword é usada para otimizar o conteúdo para os mecanismos de busca (SEO), para segmentar o público-alvo de uma campanha de marketing (SEM) e para atrair e engajar os usuários.
- KPI (Key Performance Indicator): É o indicador-chave de desempenho, que mede o resultado de uma ação, de um processo ou de uma estratégia de um e-commerce. O KPI deve ser relevante, mensurável, comparável e alinhado com os objetivos do negócio. Alguns exemplos de KPIs são: taxa de conversão, ticket médio, custo de aquisição de clientes, etc.

L
- Landing Page:
É a página de destino de um usuário que clicou em um anúncio, em um link ou em um banner. A landing page deve ter um design atrativo, um conteúdo relevante e uma chamada para ação clara e objetiva, que pode ser: comprar um produto, se inscrever em uma newsletter, baixar um material, etc. O objetivo da landing page é converter o usuário em cliente ou em lead.
- Lead: É o usuário que demonstrou interesse pelo e-commerce, pelo produto ou pelo conteúdo, e forneceu seus dados de contato, como nome, e-mail, telefone, etc. O lead pode ser captado por meio de formulários, landing pages, pop-ups, etc. O lead é um potencial cliente, que deve ser nutrido e qualificado até estar pronto para a compra.
- Logística: É o conjunto de atividades relacionadas ao planejamento, à organização, à execução e ao controle do fluxo de produtos e de informações de um e-commerce. A logística envolve desde a compra e o estoque dos produtos, até a entrega e o pós-venda dos mesmos. A logística é um fator crítico para o sucesso de um e-commerce, pois influencia na satisfação e na fidelização dos clientes.

M
- Marketplace:
É uma plataforma online que reúne diversos vendedores e compradores em um só lugar, oferecendo uma grande variedade de produtos e serviços. O marketplace funciona como um intermediário entre os vendedores e os compradores, cobrando uma comissão por cada transação realizada. Alguns exemplos de marketplaces são: Mercado Livre, Amazon, Americanas, etc.
- Marketing Digital: É o conjunto de estratégias e ferramentas que visam promover e divulgar um e-commerce na internet, atraindo, convertendo e fidelizando clientes. O marketing digital envolve diversas ações, como: SEO, SEM, e-mail marketing, redes sociais, conteúdo, etc.
- M-commerce (Mobile Commerce): É o comércio eletrônico realizado por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. O m-commerce exige que o e-commerce tenha um site responsivo, adaptado para diferentes tamanhos de tela, ou um aplicativo próprio, que facilite a navegação e a compra dos usuários.

N
- Newsletter:
É um tipo de e-mail marketing que consiste em enviar boletins informativos para uma lista de contatos, com o objetivo de informar, educar ou relacionar com os clientes. A newsletter pode conter novidades, promoções, conteúdos, dicas, etc., e deve ser enviada com uma frequência regular e definida.
- Nicho de mercado: É um segmento específico de um mercado, que atende a um público-alvo com características, necessidades e interesses particulares. O nicho de mercado pode ser uma oportunidade de negócio para um e-commerce, pois permite se diferenciar da concorrência, oferecer soluções personalizadas e fidelizar os clientes.
- NPS (Net Promoter Score): É uma metodologia que mede o grau de satisfação e de fidelidade dos clientes de um e-commerce, por meio de uma simples pergunta: “Em uma escala de 0 a 10, o quanto você recomendaria o nosso e-commerce para um amigo?”. De acordo com a resposta, os clientes são classificados em três categorias: promotores (9 ou 10), neutros (7 ou 8) e detratores (0 a 6). O NPS é calculado pela subtração da porcentagem de detratores pela porcentagem de promotores.

O
- Omni-channel:
É uma estratégia que integra e sincroniza todos os canais de comunicação e de venda de um e-commerce, oferecendo uma experiência única e consistente para o cliente, independentemente do canal que ele escolha. O omni-channel envolve o site, o aplicativo, as redes sociais, o telefone, o chat, o e-mail, as lojas físicas, etc.
- Opt-in: É a autorização que o usuário dá para receber comunicações de um e-commerce, como e-mails, SMS, notificações, etc. O opt-in é uma forma de respeitar a privacidade e a preferência do usuário, e de evitar o envio de mensagens indesejadas ou invasivas.
- Outbound Marketing: É uma estratégia de marketing que visa atrair clientes por meio de ações de divulgação e de propaganda, que interrompem a atenção do usuário e impõem a mensagem. O outbound marketing envolve anúncios, banners, telemarketing, mala direta, etc.

P
- Pagamento digital:
É a forma de pagamento que utiliza meios eletrônicos, como cartões de crédito, débito, boleto, transferência, etc. O pagamento digital é realizado por meio de plataformas ou intermediadores de pagamento, que garantem a segurança e a agilidade da transação. Alguns exemplos de plataformas de pagamento são: PagSeguro, PayPal, Mercado Pago, etc.
- Plataforma de e-commerce: É o sistema que permite criar, gerenciar e operar um e-commerce, oferecendo recursos e funcionalidades para o lojista e para o cliente. A plataforma de e-commerce pode ser própria, alugada ou open source, e deve ser escolhida de acordo com as necessidades e os objetivos do negócio.
- Pop-up: É uma janela que se abre na tela do usuário, sobrepondo o conteúdo do site. O pop-up pode ter diferentes objetivos, como: captar leads, oferecer descontos, solicitar avaliações, etc. O pop-up deve ser usado com moderação e relevância, para não incomodar ou afastar o usuário.

Q
- QR Code:
É um código de barras bidimensional, que pode ser lido por câmeras de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. O QR Code pode armazenar diferentes tipos de informações, como textos, imagens, links, etc. O QR Code pode ser usado pelo e-commerce para facilitar o pagamento, o acesso, a divulgação, etc.
- Qualidade: É o grau de excelência de um produto ou serviço, que atende ou supera as expectativas do cliente. A qualidade é um fator determinante para o sucesso de um e-commerce, pois influencia na satisfação, na confiança e na fidelização dos clientes. A qualidade envolve não só o produto ou serviço em si, mas também o atendimento, a entrega, o pós-venda, etc.
- Queda de conversão: É a redução da taxa de conversão de um e-commerce, que indica uma piora no desempenho das vendas. A queda de conversão pode ter diversas causas, como: problemas técnicos, concorrência, sazonalidade, etc. A queda de conversão deve ser analisada e corrigida o mais rápido possível, para evitar prejuízos e perda de clientes.

R
- Remarketing:
É uma estratégia de marketing que visa impactar novamente os usuários que já tiveram algum contato com o e-commerce, mas não realizaram a conversão desejada. O remarketing consiste em exibir anúncios personalizados para esses usuários, em sites ou redes sociais, lembrando-os dos produtos ou serviços que eles demonstraram interesse, e incentivando-os a voltar ao site e concluir a compra.
- Reputação: É a imagem que um e-commerce tem perante o mercado e os clientes, baseada na qualidade dos seus produtos, serviços, atendimento, entrega, etc. A reputação é um dos principais ativos de um e-commerce, pois influencia na confiança, na credibilidade e na preferência dos clientes. A reputação pode ser avaliada por meio de feedbacks, depoimentos, avaliações, etc.
- Responsive Design: É o design que adapta o layout e o conteúdo de um site às diferentes resoluções e tamanhos de tela dos dispositivos, como desktops, notebooks, smartphones, tablets, etc. O responsive design é essencial para um e-commerce, pois garante uma boa experiência de navegação e de compra para os usuários, independentemente do dispositivo que eles utilizem.

S
- SEO (Search Engine Optimization):
É o conjunto de técnicas e boas práticas que visam otimizar o site de um e-commerce para os mecanismos de busca, como o Google, o Bing, etc. O SEO tem como objetivo melhorar o posicionamento e a visibilidade do site nas páginas de resultados de pesquisa, aumentando o tráfego orgânico e atraindo clientes potenciais.
- SEM (Search Engine Marketing): É o conjunto de estratégias e ferramentas que visam promover e divulgar um e-commerce nos mecanismos de busca, por meio de anúncios pagos, como o Google Ads, o Bing Ads, etc. O SEM tem como objetivo aumentar o tráfego pago e a conversão do site, segmentando e alcançando clientes qualificados.
- SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente): É o canal de comunicação entre o e-commerce e o cliente, que visa esclarecer dúvidas, resolver problemas, receber sugestões, reclamações, elogios, etc. O SAC pode ser realizado por diferentes meios, como telefone, e-mail, chat, redes sociais, etc. O SAC é fundamental para um e-commerce, pois influencia na satisfação, na confiança e na fidelização dos clientes.

T
- Taxa de conversão:
É a porcentagem de usuários que realizam a ação desejada pelo e-commerce, como comprar um produto, se cadastrar em uma newsletter, baixar um material, etc. A taxa de conversão é uma das principais métricas de sucesso de um e-commerce, e pode ser calculada pela divisão do número de conversões pelo número de visitantes.
- Tag: É um comando inserido no texto de um arquivo que descreve a estrutura lógica do documento e determina como o arquivo será exibido no navegador. As tags são usadas para definir elementos como títulos, parágrafos, listas, imagens, links, etc. As tags também podem ser feitas por seções ou como o todo dentro de um determinado site1.
- Taxa de Abandono de Carrinho: É a porcentagem de clientes que iniciam o processo de compra em um e-commerce, mas desistem antes de finalizá-lo. Essa taxa é um indicador importante para medir a performance de uma loja virtual, pois revela o nível de satisfação e confiança dos consumidores. A taxa de abandono de carrinho pode ser influenciada por diversos fatores, como o tempo de carregamento do site, a falta de opções de pagamento e frete, a ausência de selos de segurança, a exigência de cadastro, entre outros.
- Taxa de Rejeição: É a porcentagem de visitantes que entram em um site e saem sem interagir com nenhuma página ou elemento. Essa taxa é um indicador de qualidade do site, pois mostra o grau de interesse e engajamento dos usuários. Uma taxa de rejeição alta pode significar que o site não atende às expectativas dos visitantes, seja pelo conteúdo, pelo design, pela navegabilidade, pela relevância, etc.
- Template: É um modelo pré-definido de layout e design de um site, que pode ser personalizado de acordo com as preferências e necessidades do usuário. Os templates são usados para facilitar a criação e a manutenção de sites, pois oferecem uma estrutura básica e padronizada, que pode ser adaptada com cores, imagens, textos, etc. Existem diversos tipos de templates disponíveis na internet, alguns gratuitos e outros pagos, que podem ser usados para diferentes fins, como blogs, lojas virtuais, portfólios, etc.
- Teste A/B: É uma técnica de pesquisa que consiste em comparar duas versões de um mesmo elemento, como uma página, um anúncio, um e-mail, etc., para verificar qual delas apresenta o melhor desempenho em relação a uma determinada métrica, como taxa de conversão, taxa de abertura, taxa de cliques, etc. O teste A/B é usado para otimizar as estratégias de marketing e vendas de um e-commerce, pois permite identificar quais elementos são mais eficazes para atrair, engajar e converter os clientes.
- Ticket Médio: É o valor médio das vendas realizadas em um e-commerce em um determinado período. Esse valor é obtido dividindo o faturamento total pelo número de pedidos. O ticket médio é um indicador de rentabilidade de uma loja virtual, pois mostra o potencial de lucro de cada venda. O ticket médio pode ser aumentado com estratégias como cross-selling, up-selling, descontos progressivos, frete grátis, etc.
- Tráfego: Éo fluxo de visitantes em um site. O tráfego pode ser medido por diferentes métricas, como número de visitas, número de visitantes únicos, número de páginas vistas, tempo médio de permanência, etc. O tráfego é um indicador de visibilidade e popularidade de um site, pois mostra o alcance e a audiência do mesmo. O tráfego pode ser gerado por diferentes fontes, como buscadores, redes sociais, e-mails, links patrocinados, etc.
- Trust Score: É uma pontuação que mede o nível de confiança e credibilidade de um site, baseada em diversos critérios, como reputação, segurança, transparência, qualidade, etc. O trust score é usado para avaliar a confiabilidade de um e-commerce, pois influencia na decisão de compra dos consumidores. Um trust score alto pode aumentar as vendas e a fidelização de clientes, enquanto um trust score baixo pode gerar desconfiança e rejeição.

U
- Usabilidade:
É a capacidade de um site de ser fácil de usar, entender e navegar pelos usuários. A usabilidade é um fator essencial para o sucesso de um e-commerce, pois influencia na experiência e na satisfação dos clientes. Um site com boa usabilidade deve ser intuitivo, rápido, funcional, acessível, seguro e atraente.
- UX: É a sigla para User Experience, que significa experiência do usuário. UX é o conjunto de sentimentos, percepções e reações que um usuário tem ao interagir com um site ou aplicativo. UX é um conceito amplo que envolve aspectos como usabilidade, design, conteúdo, navegabilidade, acessibilidade, etc. O objetivo do UX é proporcionar uma experiência positiva, relevante e memorável para o usuário, que o leve a realizar as ações desejadas pelo site, como comprar, se cadastrar, compartilhar, etc.

V
- Vitrine virtual:
É a parte do site de um e-commerce onde os produtos são exibidos para os usuários. A vitrine virtual é o equivalente online da vitrine física de uma loja, e tem a função de atrair, informar e persuadir os clientes a comprar. A vitrine virtual deve ser bem planejada e organizada, levando em conta aspectos como layout, cores, imagens, descrições, preços, promoções, etc.

W
- Web Analytics:
É a análise dos dados gerados pela interação dos usuários com um site ou aplicativo. O objetivo do Web Analytics é medir, coletar, monitorar e interpretar esses dados, para obter insights e otimizar as estratégias de marketing e vendas de um e-commerce. O Web Analytics pode ser feito por meio de ferramentas específicas, como o Google Analytics, que oferecem diversos indicadores, como número de visitas, taxa de conversão, taxa de rejeição, origem do tráfego, comportamento do usuário, etc.
- Web Design: É o processo de planejar, criar e desenvolver o layout e o design de um site ou aplicativo. O Web Design envolve aspectos como cores, fontes, imagens, ícones, botões, menus, etc., que devem ser harmonizados e organizados de forma a oferecer uma boa experiência de navegação e usabilidade para o usuário. O Web Design é um fator importante para o sucesso de um e-commerce, pois influencia na estética, na funcionalidade e na identidade visual do site.
- Wishlist: É uma lista de desejos que o usuário pode criar em um e-commerce, para salvar os produtos que ele gostaria de comprar no futuro. A Wishlist é uma forma de facilitar a compra posterior, pois permite que o usuário acesse rapidamente os produtos que ele já selecionou. A Wishlist também é uma forma de fidelizar o cliente, pois permite que o e-commerce envie lembretes, ofertas e promoções relacionadas aos produtos da lista.

X
- XML:
É a sigla para Extensible Markup Language, que significa linguagem extensível de marcação. XML é uma linguagem que permite criar e formatar documentos de forma estruturada e padronizada, facilitando a troca e o armazenamento de dados entre diferentes sistemas e plataformas. XML é muito usado no e-commerce para integrar informações entre lojas virtuais, marketplaces, comparadores de preços, buscadores, etc.
- X-Sell: É uma técnica de vendas que consiste em oferecer ao cliente produtos complementares ao que ele está comprando ou visualizando. Por exemplo, se o cliente está comprando um celular, o site pode sugerir uma capinha, um fone de ouvido, um carregador, etc. O objetivo do X-Sell é aumentar o valor do pedido e a satisfação do cliente, oferecendo produtos que agreguem valor e utilidade à sua compra.

Y
- YouTube:
É uma plataforma de compartilhamento de vídeos online, que permite que os usuários assistam, comentem, avaliem, criem e divulguem vídeos de diversos temas e formatos. O YouTube é uma das redes sociais mais populares e acessadas do mundo, e pode ser usado como uma ferramenta de marketing e vendas para um e-commerce, pois permite criar e divulgar conteúdos relevantes, informativos e persuasivos para o público-alvo, como tutoriais, reviews, depoimentos, etc.

Z
- ZMOT:
É a sigla para Zero Moment of Truth, que significa momento zero da verdade. ZMOT é um conceito criado pelo Google para definir a fase de pesquisa e avaliação que o consumidor realiza antes de tomar uma decisão de compra. Nessa fase, o consumidor busca informações sobre o produto, a marca, o preço, a qualidade, as avaliações, etc., em diferentes fontes, como sites, redes sociais, blogs, vídeos, etc. O ZMOT é um momento crítico para o e-commerce, pois é nele que o consumidor forma a sua opinião e escolhe a melhor opção para a sua necessidade.

Vamos conversar sobre E-commerce / Loja Virtual, Tráfego Pago ou Social Media?

Confira Também

Blog DevRocket - Guia Definitivo: Criando Sua Loja Virtual de Lingerie

Guia Definitivo: Criando Sua Loja Virtual de Lingerie

#lojavirtual #modaintima #lingerie

Uma loja virtual permite que clientes de todo o país, ou até mesmo do mundo, tenham acesso à sua coleção de lingerie. Eles podem comprar confortavelmente de casa, a qualquer hora do dia ou da noite.
E-commerce
Publicado em 17/04/2024 por Thaís Cristina - CEO
       
Blog DevRocket - Dia do Frete Grátis no E-commerce: Uma Oportunidade Imperdível!

Dia do Frete Grátis no E-commerce: Uma Oportunidade Imperdível!

#fretegrátis #diadofretegrátis #ecommerce #frete

É o dia em que as lojas virtuais oferecem entrega gratuita para uma variedade de produtos, proporcionando uma excelente oportunidade para economizar e desfrutar do seu e-commerce.
E-commerce
Publicado em 12/04/2024 por Thaís Cristina - CEO
       
Blog DevRocket - O Dia do Consumidor no E-commerce: como aproveitar a data para vender mais

O Dia do Consumidor no E-commerce: como aproveitar a data para vender mais

#ecommerce #diadoconsumidor #lojavirtual

A data é uma oportunidade para atrair novos clientes, fidelizar os antigos, aumentar o ticket médio, reduzir o estoque e testar estratégias para as próximas datas comemorativas.
E-commerce
Publicado em 28/02/2024 por Thaís Cristina - CEO
       
Blog DevRocket - Live Commerces: a Tendência de Comunicação de 2024

Live Commerces: a Tendência de Comunicação de 2024

#livecommerce #redessociais #lojavirtual

O Live Commerce surgiu na China, onde se tornou um fenômeno de vendas, movimentando bilhões de dólares e atraindo milhões de espectadores.
E-commerce
Publicado em 26/02/2024 por Thaís Cristina - CEO
       
Blog DevRocket - Como vender sapatos femininos on-line?

Como vender sapatos femininos on-line?

#sapatos #sapatosfemininos #lojavirtual #venderonline

Vender sapatos femininos online é uma ótima oportunidade de negócio, pois esse é um mercado que está em constante crescimento e demanda.
Empreendedorismo
Publicado em 12/02/2024 por Thaís Cristina - CEO
       

Newsletter - Receba novidades da DevRocket

Receba nossos alertas exclusivos.